Loading...

segunda-feira, 24 de março de 2014

A devoção


SÓ DEUS FAZ MILAGRES
e o faz também por intermédio dos seus anjos e dos seus santos

>Santo dos desesperados e aflitos,
das causas sem solução ou perdidas.
Data de comemoração: 28 de Outubro.

>
Houve na vida de Jesus, dois homens que tiveram importante papel nos acontecimentos que marcaram a história do mundo, separando-a em duas eras, antes e depois de Cristo. Os dois chamavam-se Judas.
Embora iguais no nome, eles eram diferentes no temperamento. Judas Iscariotes, o renegado nasceu para carregar sobre os ombros o peso do ódio provocado pela traição inominável, mas mesmo assim em vez do nosso ódio, merece compaixão. O outro nasceu para nos oferecer um mundo de bondade e beleza.
>
O apóstolo Judas Tadeu sentiu na pele o desprezo do povo por ser muitas vezes confundido com Judas Iscariotes, o traidor. O santo das "causas impossíveis", assim é São Judas Tadeu popularmente conhecido. Mas durante muitos séculos a história foi diferente. Hoje a devoção a São Judas Tadeu, é um fato concreto e admirável, que aconteceu não só no Brasil, como em diversos países do mundo.
>
A partir do século 9º, sua devoção começou a crescer na França e depois estendeu por toda Europa. No Brasil, o culto ao Apóstolo de Jesus, começou após a Segunda Grande Guerra Mundial e alastrou-se com muita rapidez em todos os Estados da Federação Nacional. É patrono de mais de 100 Igrejas. E não só o povo simples e a multidão trabalhadora tem predileção por ele.
>
Ao longo da história, pessoas de todas as classes sociais tem revelado uma apaixonada devoção pelo Santo. Assim aconteceu com reis, rainhas, autoridades civis, militares e religiosas. Santa Gertrudes e São Bernardo de Claraval entre muitos outros Santos, também foram fervorosos cultivadores de seu culto. Santa Gertrudes escrevendo sua biografia, conta que Jesus lhe apareceu aconselhando invocar São Judas Tadeu, até nos "casos mais desesperados". A partir de então, cresceu a fé do povo na especial intercessão do Santo, principalmente nos "casos impossíveis".